terça-feira, 10 de agosto de 2010

Tem coisas... que só a Espanha faz por você!

Uma vez encontrei no facebook uma dessas listas tipo "you know you lived in Spain when...", ou seja, aquelas coisas que quase nenhum turista fica sabendo, e que só se conhece quando vivemos de verdade num país - seja por semanas, meses, anos. 
Como as experiências pessoais sempre mudam, resolvi fazer a minha própria lista de spanish facts. E que fique bem claro que isso não é uma crítica: eu vivo aqui e AMO a Espanha de todo o coração.


Mas tem coisas... que só a ESPANHA faz por você!


1) Você aprende que a quantidade de guardanapos no chão de um bar é diretamente proporcional à qualidade do mesmo. E repreende o amigo gringo que o joga dentro do pratinho do pincho.
2) Fazer uma refeição sem vinho é, no mínimo, esquisita. Só se for o café da manhã – e olhe lá!
3) Você acha que é perfeitamente normal colocar azeite na sua torrada matinal. Aliás, em qualquer prato.
4) Comprar vinho é sempre mais barato que Coca-Cola e, definitivamente, mais saudável. Comprar Coca só se for pra misturar com aquele vinho quem vem em Tetra Pak. E você não estranha o fato de se vender vinho em Tetra Pak.
5) Sim, você cogita misturar refrigerante no seu vinho quando ele não é muito bom. Ou quando está calor. Ou quando dá na telha. Aliás, você mistura e acha super normal - inclusive quando os bebedores de cerveja pedem uma "clara" ou uma "caña con limón".
6) Você não estranha quando vê dois filhos de um casal com roupas absolutamente iguais. Mesmo que não sejam gêmeos. Mesmo que não tenham o mesmo tipo físico. Mesmo que nem sejam do mesmo sexo.
7) Você passa a considerar sair mais cedo do trabalho às sextas-feiras um direito constitucional.
8) Você aprende que botellón não é uma garrafa grande. E que a Plaza Mayor é um lugar bem apropriado pra isso. E que a proibição de se beber em locais públicos é meramente teórica.
9) As pessoas te encaram não porque te acharam bonito/feio/magro/gordo/elegante/esquisito, mas por puro esporte. E, em vez de se incomodar, você percebe que começou a encará-las também.
10) Todo lugar passa a ser apropriado para comer sementes de girassol, e todo lugar é mais do que apropriado para jogar suas cascas, seja a rua, o chão de um bar ou o da Plaza Mayor.
11) É perfeitamente normal passar por um bar e comer um pincho antes do almoço ou do jantar, e isso não afeta em nada sua capacidade de mais tarde pedir um menu com dois pratos e sobremesa.
12) Pronunciar frases como “vamos passar o fim de semana em Portugal?” ou “e se compramos aquele vôo de dez euros pra Paris?” não parecem nada absurdas.
13) O que você acha absurdo é que em algumas cidades de Portugal os restaurantes abrem para o jantar só até às 21h – você só tem fome às 22h!
14) Não importa se você gosta ou não de dormir à tarde: a siesta passa a fazer parte da sua rotina quer você queira ou não.
15) Se você vai passar a tarde fora de casa, nada mais normal que levar um chorizo. E um salchichón. E um naco de queijo. E um pouco de pão. E não esquece do vinho!
16) Você sabe que Chema, Luismi, Asun, Pepe e Paco são apelidos – e te parece óbvio de que nomes se originam. E Fuencisla e Inmaculada Concepción parecem nomes comuns de mulheres.
17) Não existem partes nojentas num animal. Tudo é carne e deve ser aproveitado - e ai quem não considerar o prato de jeta uma delicatessen!
18) Corte de cabelo é uma questão de personalidade, e você acha normal que o país pareça repleto de fãs de Tina Turner e Chitãozinho e Xororó no começo da carreira.
19) Você ri dos gringos que não sabem a diferença entre “ser buena” e “estar buena”, “estar echo polvo” e “echar un polvo”, “juerga e jerga”, “pollo” e “polla”, entre outros.
20)Você estranha quando uma pessoa com menos de 25 anos não tem pelo menos um piercing no rosto.
21) É perfeitamemente aceitável utilizar “hombre” para começar uma frase. Mesmo que você esteja falando com sua amiga patricinha.
22) Desaprender um pouco de inglês é essencial e involuntário; e de repente você se pega perguntando se o lugar tem “uífi” em vez de “uaifai”, pedindo uma “hêinequen” ou comentando a morte do "Máikel Jákison".
23) Metade dos estampados em inglês nas camisetas não tem absolutamente nenhum sentido, mas isso não é nenhum problema para que sejam compradas.
24) Churros nunca devem ter recheio. Senão como é que você vai mergulhá-los no chocolate quente??
25) “De puta madre”, definitivamente, nunca é uma ofensa.

5 comentários:

Mari Campos - Pelo Mundo disse...

ooootemo! Faltou dizer que sair uma hora mais cedo do trabalho TODOS OS DIAS so porque eh verao tambem passa a fazer algum sentido :-)

Eduardo Luz disse...

Muito bom este texto!
É uma lista que eu gostaria de fazer frequentemente todos os itens. E na Espanha, óbvio!
Abs

José Luiz Gonzalez disse...

HAHAHA!!!

Adorei!! Principalmente sobre os penteados a la Chitãozinho e Xororó e sobre o inglês ibérico!!

Post de puta madre!! :D

Dany disse...

Ahahahahhaha Rapaz, só hoje li esse post e ri muito! E li ao lado de três madrilhenhos e fui lendo de um a um os tópicos! Adorei!!!!!!

Anderson disse...

por casualidad encontrei este site, faltou dizer das expressões 99% usadas pelos espanhóis: "joder", "ya está" e "que fuerte" .. rsrs