sábado, 11 de abril de 2009

Cruzeirando oceanos afora


Depois de ficar cruzeirando por 17 dias, finalmente estou em terra firme!
Meu primeiro cruzeiro teve um início um pouco turbulento, mas um desenvolvimento muito positivo, felizmente. Explico: há alguns meses, havia comprado a passagem para embarcar na travessia Brasil-Itália no navio Costa Romântica. Em fevereiro este mesmo navio sofreu um incêndio na casa de máquinas enquanto navegava em Punta del Este, notícia que foi parar na mídia e fez com que todos os passageiros da viagem seguinte (como eu) se vissem de repente envolvidos em uma mega confusão, sem saber se iriam ou não embarcar, se no mesmo navio ou não, em qual data ou qualquer outra informação. A própria Costa Cruzeiros não permitia o contato dos passageiros direto com a empresa, e nem sequer passava informação nenhuma aos passageiros e nem mesmo às agências de turismo, intermediárias nas compras dos pacotes.
Poucos dias antes do embarque fomos informados de que a travessia seria realizada no Mistral, navio da CVC recém comprado pela Costa. Apesar de semelhantes, os navios têm uma disposição bastante diferente de cabines, o que gerou mais uma muvuca geral: gente que tinha cabine em deck baixo foi parar em deck alto, de cabine externa em interna etc. Eu acabei indo parar na primeira cabine do deck, a área que mais balança (depois de ter escolhido cuidadosamente uma cabine no meio pra me preservar de possíveis enjôos. Enfim, tava só esperando o iceberg chegar pra consolidar o destino Titanic.

Continua no próximo post...

2 comentários:

Carol Wieser disse...

Vixi!!!
Bom,veja pelo lado positivo, pelo menos esse Mistral não estava com a casa de maquinas quebrada... mas eu espero sinceramente que sua viagem tenha sido otima.

Abs

Bá Conti disse...

Carol,

pois é, eu sempre pensava nisso do incendio... mas pelo post seguinte vc pode ver que (apesar de alguns pesares) minha viagem fui tudibom!!

beijo